Gustavo Roberto

www.gustavoroberto.blog.br

Medidor de Resistência de Isolamento. —

Esse aparelho recebe o nome de “Megômetro”, em português ou “Megger” em inglês, porque mede resistências elétricas da ordem de mega ohms (milhões de ohms).
Quando se mede resistência de isolamento, não é conveniente usar um multímetro (multiteste), pois a sua tensão interna é muito baixa e não produz resultados satisfatórios na medida podendo mesmo conduzir a erros muito grosseiros. Ver comentário sobre isolantes mais a frente.

Abaixo mostramos um diagrama de circuito elétrico de um megômetro de forma bem simples e uma explicação do princípio de funcionamento. O desenho foi tirado de um artigo no site www.tpub.com/content/doe/h1011v4/css/h1011v4_101.htm
, Mas o texto foi traduzido e complementado com mais informações e explicações.
Descrição do diagrama e princípio de funcionamento, acompanhem a figura:

Diagrama simplificado do megômetro, tipo analógico.

O aparelho é constituído basicamente de um gerador de tensão contínua e um medidor constituído de um imã permanente com dois pólos (Norte e Sul), na figura identificado por “M”, e um núcleo ferromagnético “C”, onde duas bobinas na disposição indicada estão sujeitas ao campo magnético. Uma bobina “B” recebe diretamente a tensão gerada enquanto a outra “A” recebe a corrente gerada pela resistência a ser medida (que não aparece aqui no desenho, mas está conectada entre “line” e “earth”), ao ser submetida à tensão gerada pelo gerador.

Quando uma bobina é percorrida por uma corrente elétrica, aparece em torno dela um campo magnético tanto mais intenso quanto maior for a corrente que a percorre. Se esse campo magnético está perto de outro, haverá uma força de atração ou repulsão, tanto mais intensa quanto maior for a corrente que circula pela bobina.

No caso desse tipo de medidor, existem duas bobinas montadas sobre o mesmo sistema móvel e o campo magnético resultante da subtração dessas duas é quem reage com o campo do imã fixo. Veja o desenho.

Funcionamento:
“A”, é uma bobina que produz no sistema móvel, um torque no sentido horário(sentido de giro dos ponteiros de um relógio).
Com os terminais identificados por “line” e “earth” (linha e terra), curtocircuitados (ligados em curto circuito, isto é ligados um ao outro direto, sem nenhuma resistência elétrica), a corrente que flui através da bobina “A” é suficiente para produzir torque bastante para superar o da bobina “B”. O ponteiro então se move para a posição extrema no sentido horário, onde está marcada resistência zero. A resistência R² protege a bobina “A” contra a corrente excessiva que flui nessa condição. Quando uma resistência desconhecida é conectada aos terminais de teste “line” e “earth”, o torque resultante da diferença entre os torques em oposição das bobinas “A” e “B” levam o ponteiro a uma determinada posição da escala. Essa escala é calibrada diretamente em valores da resistência a ser medida.
O terminal “Guard” ou proteção é usado para em alguns tipos de medida, conectar as partes do circuito ou componente que não participam da medida procurada, para não produzir interferências na medição.
A fonte de tensão, nos megôhmetros de baixa tensão é geralmente de 500 VCC. No caso da figura foi representado por um gerador de acionamento manual, aqui identificado como “hand generator”, mas pode ser motorizado ou do tipo eletrônico, onde um oscilador eletrônico produz corrente alternada que é elevada por um transformador e retificada, produzindo então os 500 VCC a partir de pilhas ou baterias de 9VCC, tendo também a possibilidade de ser alimentado pela rede elétrica em 110 ou 220VAC.

Necessidade de usar um megômetro para medir resistências de isolamento:

Para entender melhor vamos abordar o conceito de isolantes. Um material que é um excelente isolante para tensões mais baixas pode ser um péssimo isolante para tensões mais altas. Assim quando existe alguma referencia a isolantes ela sempre vem associada a classe de tensão que esse isolante vai estar submetido.

Por exemplo: compramos uma tomada para uso residencial: nela está especificado, tensão até 250 Volts. Material para circuito de força industrial em baixa tensão: especificado até 600Volts.

Todos os outros materiais como cabos elétricos, isoladores, etc, são especificados para determinadas classes de tensão, tipo: 250V, 600 V, 1KV(1000 Volts), 5 KV, 8 KV, 15 KV, 35KV, etc.

Assim, temos aparelhos medidores apropriados para a medição de resistência de isolamento para as classes de isolamento requeridas, como megôhmetro de 500V, 2500V e 5000V.

Resistência de Isolamento – Quando um material isolante separa dois condutores sob influência de uma diferença de potencial, aparecem correntes de fuga. A ‘resistência de isolamento’ corresponde à resistência que o isolante oferece à passagem dessa corrente de fuga. Esta corrente pode circular através da massa isolante ou pela sua superfície. À primeira corresponde a resistência de isolamento volumétrica e à segunda a resistência de isolamento superficial.

Quando medimos o isolamento de um motor estamos medindo a resistência de isolamento dos materiais isolantes (esmalte que cobrem os fios, e todos os materiais isolantes utilizados na confecção do enrolamento, como folhas isolantes que forram as ranhuras do pacote magnético onde as bobinas são acamadas, espaguetes, cadarsos, taliscas, etc. Em motores elétricos são medidas as resistências de isolamento das bobinas em relação a massa do pacote magnético(ferragem) e entre cada jogo de bobinas.

Comentário: Falamos aqui de um aparelho com um tipo de medidor chamado de analógico, aquele que tem um ponteiro que se desloca sobre uma escala graduada. Existem também os do tipo digital, aqueles que tem um mostrador alfa numérico e são dotados de um circuito eletrônico para o processamento do sinal medido e apresentação no mostrador. Mas esse é um tema para outro artigo.

Roberto Vasco.


Categorised as: Eletricidade


150 Comments

  1. eduardo disse:

    as informacoes foram de grande valia, muito obrigado.

  2. Marcelo Neves disse:

    Boa Noite!

    Pode ser ignorante de minha parte, mas por que os megômetros produzindo a tensão contínua para os testes de isolação (ex: 5KV) nos cabos satisfazem a tensão alternada da rede a ser aplicada, que normalmente é maior (15KV ou mesmo 25KV)?

  3. josé geraldo do nascimento disse:

    estive pesquisando sobre resistencia minima aplicada de um condutor elétrico, e gostaria de receber esta informação.
    como posso determinar a reistencia minima segura de isolamento de um condutor elétrico?

  4. Roberto Vasco disse:

    Marcelo Neves, boa tarde. Quando voce pretende medir resistencia o seu sinal de medição tem que ser de corrente contínua, pois R=V/I.
    Se voce aplicasse um sinal de medição de corrente alternada de uma determinada frequência voce mediria a impedância [ raiz quadrada da soma da resistencia (R)ao quadrado mais a reatância (XL-XC)ao quadrado].Isso por causa da capacitância do cabo:(C) que gera a reatância capacitiva(XC= 1 / 2.PI.f.C); pois Z=V~/I.
    Não sei se ficou meio complicado para voce entender, mas não tem muito jeito de explicar isso sem mergulhar nas profundezas da eletrotécnica.Isso voce pode consultar como referencia os livros de eletrotécnica na parte que fala de corrente alternada. Mas provavelmente não vai encontrar coisa mais simples e resumida do que essa aí.
    Robertovasco@hotmail.com

  5. Roberto Vasco disse:

    Jose geraldo,
    Sendo uma instalação voce segue a tabela 55 da NBR5410, ou seja:
    até 500VCA: tensão de ensaio de 500VCC e resistência de isolamento maior ou igual a 0,5 Megohm; Acima de 500VCA:tensão de ensaio de 1000VCC e resistencia de isolamento igual ou maior a 1,0 Megohm.
    Se voce trabalha com alta tensão, voce tem que seguir a especificação do fabricante(classe de tensão de isolamento que ele garante para o cabo em questão e voce aplica a tensão de ensaio geralmente 1,5 vezes a classe de tensão que o fabricante garante.
    robertovasco@hotmail.com

  6. josé geraldo do nascimento disse:

    como posso interpretar a tabela de resistencia de isolamento para motores elétricos iee43, já que ela inicia dizendo que para um motor que trabalha com tensão abaixo de 1,0kv eu devo aplicar uma tensão de ensaio de 0,5kv e seque dizendo que para motores que trabalham com tensão entre 1,0kv a 12kv devo aplicar tensão de ensaio de 10kv e encerra dizendo que para motores acima de 1,0kv devo aplicar uma tensão de ensaio entre 5,0kv a 10kv.
    não entendi afinal qual o valor da tensão de ensaio a aplicar em um motor que trabalha com a tensão acima de 1kv?

    josé geraldo
    coordenador de comissionamento elétrico
    sgs-pid

  7. zenaidy lima disse:

    Bom dia!

    Preciso saber o modo como posso fazer todo procedimento para Megar cabos de força.

    agradecida!
    Zenaidy

  8. Como megar barramentos de bus way ,se possivel passo a passo.

  9. Como megar barramento bus way , se possivel explicar passo a passo

  10. LUIZ disse:

    COMO MEGAR MOTORES ELÉTRICOS E QUAL A REISTENCIA MINIMA A SER CONSIDERADA PARA MOTORES DE ALTA TENSÃO, A FORMULA “KV + 1 – TENSÃO DE TRABALHO DO MOTOR MAIS UM” É VÁLIDA?

  11. Renato disse:

    Olá, estou traduzindo um catálogo de motores elétricos, e tem assim, 2KV/50Hz voltagem de isolação enter bobina e “housing” por 1 minuto.

    A palavra housing está dificil de achar um equivalente no portugues.
    Se alguem puder me ajudar, agradeço.

  12. roberto vasco disse:

    Renato,bom dia. Segundo o “Longman dictionary of contemporary english, a definição que melhor se enquadra no assunto é: “A PROTECTIVE COVER FOR A MACHINE: THE ENGINE HOUSING” Em outras palavras para nós da área elétrica seria “CARCAÇA ou MASSA”. eNTÃO ” And the housing for one minute seria: e para a massa durante um minuto.
    robertovasco@hotmail.com

  13. Edson Arnaldo François disse:

    Bom dia gostaria se possível saber o passo a passo para medição de cabos CTP APL telefônicos com megômetro digital modelo MI 400.Desde já agradeço..

  14. Daniel disse:

    Olá Gustavo. Antes de qualquer coisa, parabéns pelo trabalho que faz ajudando as pessoas a solucionarem suas dúvidas.
    Trabalho com resistências elétricas já há um bom tempo e tenho dúvidas com relação aos testes de isolação.
    Numa resistência tubular com tensão de trabalho 230V, isolação em óxido de magnésio e carcaça em inox, qual seria o teste adequado para garantir que a isolação não está comprometida por umidade ou outros fatores? Já houve vários casos em que, após medir a isolação com multímetro e não encontrar nenhuma anormalidade, quando ligada a resistência entra em curto para a massa.

  15. uthant disse:

    estou com um trabalho para fazer sobre o megohmetro
    queria saber algumas coisa como o :

    modo de teste entre bobinas.
    modo de teste entre bobinas com carcaça.
    limites aceitável de resistência.
    motor de induçao gaiola
    tranformadores

  16. MARCÃO disse:

    Muito obrigado, DEUS te abençoe pois me valeram muito essas informações.Estou muito feliz!!!!

  17. roberto vasco disse:

    Daniel, o multímetro apesar de possui a escala de Meghom, não serve para medir a resistencia de isolamento, pois a sua tensão de prova é muito baixa. No caso das resistencias ap´licadas a 230 volts voce te que usar o meghometro de no mínimo 500 volts.Na suspeita de agressão por contaminantes seria proveitoso determinar o indice de polarização(dividindo-se a leitura de 10 minutos pela de um minuto)m conforme mencionado la no artigo publicado nesse blog.
    robertovasco@hotmail.com

  18. roberto vasco disse:

    Uthant, entre em contato pelo e-mail robertovasco@hotmail.com que te mando o artigo com essas informações.

  19. arnaldo rodrigues disse:

    gostaria de saber qual a resistencia minima e aceitavel pelas norma para que eu possa ter certeza que o motor esta bom, recibi tupla informação e por isso estou confuso:1º informação;1 mega + a tensão do motor
    2º informação;não pode ser menos -100 e sim +350 para que o motor esteja ok

  20. roberto vasco disse:

    Arnaldo,A norma NBR5383-1:2002 (Máquinas elétricas girantes,Parte 1:Motores de indução trifásicos-Ensaios), no item 6.8.2 diz textualmente:”A resistência de isolamento mínima recomendada para enrolamentos de motores de indução pode ser determinada pela equação: Rm = KV+1, onde:
    Rm é a resistência de isolamento mínima recomendada, em megohms, com o enrolamento do motor a 40ºC(quarenta graus celcius).
    KV é a tensão de linha nominal do motor, em quilovolts(eficaz).
    No item 6.8.2.4 tambem diz textualmente:
    Para isolação em bom estado, não são incomuns leituras de resistência de isolamento de 10 a 100 vezes o valor mínimo recomendado da resistência de isolamento Rm, obtido conforme 6.8.2.
    Valendo-se disso as grandes indústrias colocam em seus contratos de manutenção valores dezenas de vezes maiores que o mínimo como exigencia. então, prevalesce o que foi pactuado em contrato, afinal, como diz o jargão jurídico: “Pacta sunt cervanda”.As empresas contratadas por seu turno fazem questão absoluta de cumprir a risca, pois estão sujeitas a auditorias e marcação cerrada da fiscalização. Cada item não cumprido está sujeito desde ao retrabalho sem onus para o cliente, glosas no pagamento, multas contratuais e dependendo da gravidade até a recisão do contrato sem prejuizo da multa.
    robertovasco@hotmail.com

  21. Marcio Pedro disse:

    Boa tarde,

    Minha dúvida é a seguinte:
    Porque quando vai se realizar o ensaio de resistência de isolamento em transformadores de força, deve-se equalizar os enrolamentos ou seja fechando em curto. Teria alguma diferênça se Eu não equalizasse o mesmo?

  22. roberto vasco disse:

    Realmente voce sempre pode correr esse risco de dar diferença, que pode em alguns casos ser significativa se voce quer uma medida mais precisa. O ideal seria se voce pudesse abrir o fechamento, testar um por vez, tendo-se o cuidado de curtocircuitar e aterrar os outros dois. grosso modo isso serve para garantir que não haverá interferencia devido haver circulação de corrente em outras malhas de circuito para terra que não seja aquela que se pretende medir. como a abertura dos fechamentos geralmente não é possivel ou não é facilmente acessível, voce junta tudo e mede. Se houver um valor anormal, aí então voce vai pensar no que fazer(inspeção interna, abertura dos fechamentos na oficina e novas medições, refazer camadas de isolantes, reinvernizar, etc).
    Mas se voce quiser uma explicação mais teórica voce vai ter que pesquisar bastante em alguns estudos mais avançados de engenharia elétrica e estar preparado para acompanhar os modelos de circuito, as malhas de circuito neles propostas e as equações matemáticas pertinentes.
    sds, robertovasco@hotmail.com

  23. Giovani Kirst disse:

    Olá!
    Gostaria de saber o que acontece com o valor de resistência de isolação de um motor quando a temperatura é elevada?
    Por exemplo: Mediu-se a resistência de isolação de um motor. No instrumento leu-se 100MW a temperatura de 25ºC. Convertendo este valor para a temperatura de de 40ºC o que acontece?
    Aumenta, permanece o mesmo, diminui, ou não varia com a temperatura?
    Tem algum Calculo para isso? Alguma Formula? Tabela?
    Em um site encontrei a seguinte informação:
    ” O valor da resistência de isolamento é reduzido para metade por cada aumento de 20ºC na temperatura ambiente.”
    Essa informação está correta?
    Aguardo a Ajuda!
    Muito Obrigado!

  24. assis disse:

    olá!
    gostaria de saber o valor da resistência para a isolação de 13.8kv

  25. roberto vasco disse:

    Assis. Parece que voce está falando sobre ensaios de cabos elétricos. conforme um procedimento de ensaio de cabos de uma empresa que segue as normas em seus testes:
    A resistência de isolamento da(s) veia(s), referida a 20ºC, e a um comprimento de 1 km, não deve ser inferior ao valor calculado com a seguinte expressão:

    Ri = Ki x log (D / d)

    Onde:

    Ri = Resistência de isolamento em MΩ x km
    Ki = Constante de isolamento igual a:
    • Para cabo com isolação de polietileno reticulado (XLPE) = 3.700 MΩ x km;
    • Para cabo com isolação de borracha etileno propileno (EPR) = 3.700 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de polietileno termo plástico (PE) = 12.000 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de cloreto de polinila (PVC/A) = 185 MΩ x km

    D = Diâmetro nominal sobre isolação, em mm.
    d = Diâmetro nominal sob isolação, em mm
    Quanto aos resultados, as resistências de isolamento medidas a uma determinada temperatura podem ser corrigidas a 20 ºC multiplicando-se o valor medido pelo fator de correção dado pela tabela
    O ensaio de resistencia de isolamento deve ser realizado após o ensaio de tensão elétrica, devendo obedecer á NBR 6813.
    robertovasco@hotmail.com

  26. roberto vasco disse:

    Giovani, conforme a tabela de correção: 25ºC==>K=0,63, ou seja 100 megohm vai para 35 megohms.
    Pela tabela tambem voce observa que o fator k para 20 graus é 0,35, para 40 graus é 1 e para 60 graus é 4. Assim se voce medir a temperaturas inferiores a 40 graus o valor de resistencia de isolamento a ser anotado diminui tanto mais quanto mais baixa seja a temperatura. Acima de 40 graus o valor a ser anotado aumenta tanto quanto maior seja essa.
    Mas quanto a afirmação sobre o que voce leu precisariamos verificar o contexto antes de opinar.
    robertovasco@hotmail.com

  27. roberto vasco disse:

    Giovani, desculpe o erro de digitação. Na primeira linha o fator k saiu 0,63 quando na verdade é 0,35. Mas o resultado está certo 35.
    robertovasco@hotmail.com

  28. roberto vasco disse:

    Giovani. outro erro: O fator K para 20 graus é 0,25.
    robertovasco@hotmail.com

  29. Aurelio disse:

    Roberto.

    Sou iniciante nesta área. Se puder me ajudar!

    Como posso determinar a resistencia de isolamento de um cabo qualquer não normatizado.

    Exemplo:

    Se eu testar um cabo de alarme por exemplo a 250V (com 100 metros) no meghometro da megabras 1050e
    No momento do teste aplico até a escala C onde o ponteiro se movimentou chegando a 10.000M.

    Como devo tratar essa informação?
    A recomendação que tive é (resultado x a escala da voltagem x correção para km = resultado em km) ou seja (10.000 x 0,5 x 10 = 50.000M)

    Esta certa essa informação?

  30. Roberto Vasco disse:

    Conforme te falei no e-mail, para transformar 100 m em 1 Km multiplica-se por 0,1 o que levaria o resultado para 50 Megohms x Km.
    Vamos notar que ninguem mexeu em resistencia de isolamento aqui. Só se representou em outra unidade de medida.
    Conforme te disse no e-mail tambem, se voce medir o mesmo cabo nas mesma condições(temperatura,umidade relativa, estado de limpesa, mesma idade, mesmo material isolante) quanto maior o comprimento do cabo mais baixa sera a resistencia de isolamento medida.
    Mas o importante mesmo é acompanhar a evolução do isolamento do cabo ao longo dos anos de trabalho e ir comparando.
    robertovasco@hotmail.com

  31. Marcelo Araujo disse:

    Caro Roberto, boa noite , gostaria de saber em qual escala devo medir a resistência de isolamento em um megômetro; ( Motor weg a prova de explosão, 6 cv 4 pólos)

  32. Roberto Vasco disse:

    Marcelo: Conforme a norma NBR 5383-1-Fev/2002, item 6.3.4.2, as medições de resistência de isolamento são geralmente feitas com tensões contínuas de 500 a 5000 volts. O valor de resistência de isolamento pode diminuir algo com um aumento na tensão aplicada, entretanto para isolação em bom estado e totalmente seca, de modo geral a mesma resistência de isolamento será obtida para qualquer tensão de ensaio, ATÉ O VALOR DE PICO DA TENSÃO SUPORTÁVEL, NOMINAL. Ver itens 6.3.4 até 6.3.4.3. Tenho visto ser praticado a aplicação de tensão de ensaio de 1KV para motores de 440V em bom estadom após a manutenção.
    robertovasco@hotmail.com

  33. RAFAEL DOS SANTOS ALEMIDA disse:

    boa tarde
    Gostaria de saber qual a resistência minima e maxima por norma em ensaios de isolação em cabos ?

  34. RAFAEL DOS SANTOS ALEMIDA disse:

    boa tarde
    Gostaria de saber qual a resistência minima e maxima por norma em ensaios de isolação em cabos ?

    rafael@smz.com.br

  35. Roberto Vasco disse:

    Tudo de estar em conformidade com a NBR6813. A seguir descrevo trecho de um procedimento operacional baseado nessa norma:
    A resistência de isolamento da(s) veia(s), referida a 20ºC, e a um comprimento de 1 km, não deve ser inferior ao valor calculado com a seguinte expressão:

    Ri = Ki x log (D / d)

    Onde:

    Ri = Resistência de isolamento em MΩ x km
    Ki = Constante de isolamento igual a:
    • Para cabo com isolação de polietileno reticulado (XLPE) = 3.700 MΩ x km;
    • Para cabo com isolação de borracha etileno propileno (EPR) = 3.700 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de polietileno termo plástico (PE) = 12.000 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de cloreto de polinila (PVC/A) = 185 MΩ x km

    D = Diâmetro nominal sobre isolação, em mm.
    d = Diâmetro nominal sob isolação, em mm.

    robertovasco@hotmail.com

  36. Rodrigo Durgante disse:

    Bom dia.
    gostaria de saber qual o melhor modo de medir a resistência em um conector elétrico de plastico duro de aplicação aplicação automotiva? Com um megometro meus resultados seriam confiaveis? A temperatura do conector influenciará a medição?

  37. Rodrigo Durgante disse:

    Bom dia
    gostaria de saber como faço para medir a resistencia de isolação de um conector elétrico de plastico duro de aplicação automotiva? Com um megometro meus valores medidos seriam satisfatórios? A temperatura do conector tem grande influência na medição?

  38. Rodrigo disse:

    Bom dia. Roberto
    gostaria de saber como faço para medir a resistencia de isolação de um conector elétrico de plastico duro de aplicação automotiva? Com um megometro meus valores medidos seriam satisfatórios? A temperatura do conector tem grande influência na medição?

  39. Antonio Bertoluci disse:

    Necessito medir a resistencia eletrica de um piso cimenticio com agregado de carbono condutivo.
    Este piso tem a função de eliminar eletricidade estatica.
    A resistencia eletrica devera ser maior que 25.000 ohm e menor que 1.000.000 ohms.
    Os eletrodos de texte devem estar a noventa cm distantes um do outro.
    Acha possivel este texte com este aparelho?

  40. Rodrigues disse:

    Olá boa noite, gostaria de saber qual o valor mínimo em resistencia ohmica de cabo classe 15kv que poderá ser ligado em rede de 13.8kv. E transformadores na mesma tensão.

    Desde já muito obrigado pela atenção.
    Rodrigues

  41. Roberto Vasco disse:

    Rodrigues,tudo de estar em conformidade com a NBR6813. A seguir descrevo trecho de um procedimento operacional baseado nessa norma:
    A resistência de isolamento da(s) veia(s), referida a 20ºC, e a um comprimento de 1 km, não deve ser inferior ao valor calculado com a seguinte expressão:

    Ri = Ki x log (D / d)

    Onde:

    Ri = Resistência de isolamento em MΩ x km
    Ki = Constante de isolamento igual a:
    • Para cabo com isolação de polietileno reticulado (XLPE) = 3.700 MΩ x km;
    • Para cabo com isolação de borracha etileno propileno (EPR) = 3.700 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de polietileno termo plástico (PE) = 12.000 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de cloreto de polinila (PVC/A) = 185 MΩ x km

    D = Diâmetro nominal sobre isolação, em mm.
    d = Diâmetro nominal sob isolação, em mm.

    robertovasco@hotmail.com

  42. Roberto Vasco disse:

    Antonio Bertoluchi, Segundo eu li num trabalho: A resistência entre os eletrodos deve ser medi­da com um ohmímetro previamente calibrado, operando com 500 Volts DC, e corrente de curto de 2,5 a 10 mA.Um megômetro não seria apropriado para essa faixa de medida. Por outro lado um multiteste comum tambem não atenderia pois sua tensão de medição é muito baixa.
    Vou procurar um aparelho adequado para atender essa medição.
    Mas voce pode construir uma fonte de 500VCC com uma proteção suficiente para desarmar em caso de valor superiorm a 10mA e colocando em série com uma resistencia e medindo a queda de tensão nessa e nos eletrodos do piso e calculando: Rpiso= R1 x Vpiso/V1, onde r1 é o valor da resistencia que voce colocou, por exemplo 25Kohms, Vpiso a uqeda de tensão medida no eletrodo e V1 a queda de tensão medida no resistor R1.
    robertovasco@hotmail.com

  43. Evandro Santana disse:

    Gostaria de saber o passo a passo, para fazer a medida do indice de polarização de motores elétricos, com um megômetro de 250/1000v, da minipa, em motores de 440v a 4160v, para obter um bom resultado nas medições.
    Espero contar com a sua colaboração neste sentido.
    Atenciosamente.
    Evandro.

  44. Roberto Vasco disse:

    Evandro, o MI2700 da Minipa por exemplo dentre outras coisas mede inclusive Índice de Polarização e Taxa de Absorção Dielétrica. o procedimento de medida deste como de qualquer outro equipamento deve seguir a risca o que está no manual do fabricante. No entanto se voce quer um procedimento usado normalmente para esse tipo de medida por empresas de service do ramo solicite pelo e-mail: robertovasco@hotmail.com ou deixe o seu.

  45. RICARDO disse:

    TENHO UM MOTOR CC COM BAIXA ISOLAÇÃO SE EU COLOCAR NA ESTUFA 110º POR 8 HORAS MELHORA O NIVEL DE ISOLAMENTO,JA VI FAZEREM ISSO E TAMBEM LAVAREM O MOTOR COM UM PRODUTO QUE NÃO ME LEMBRO E DEPOIS ESTUFAR O MOTOR E O MESMO VOLTAR O NIVEL DE ISOLAMENTO,ALQUEM PODERIA ME DAR INFORMAÇÕES SOBRE ESTE PROCEDIMENTO(O MOTOR EM QUESTÃO É DE UMA MAQUINA TORNO CNC )

  46. Roberto Vasco disse:

    Ricardo, se o baixo isolamento for ocasionado por contaminantes e/ou umidade esse procedimento será suficiente. Se o material isolante dos enrolamentos for muito antigo e/ou de má qualidade, é possível que voce tenha que após a limpeza e secagem rejuvenece-lo com o verniz num tanque a vácuo para garantir a melhor penetração do mesmo e em seguida reestufá-lo.
    robertovasco@hotmail.com

  47. Gabriel disse:

    Alguem pode me informar porque o valor ohmico de um motor de 100 cv quando medido suas bobinas é menor que o motor de 16 cv.Desde já muito agradecido.

  48. Roberto Vasco disse:

    Gabriel, a resistencia ohmica do bobinado de um motor depende da espessura do fio magnético e da quantidade de ligações em paralelo. Nos motores de maior potência a bitola do fio é bem mais espessa e por isso a reistência ohmica é bem mais baixa.

    sds, Robertovasco@hotmail.com

  49. Jeronimo disse:

    Gabriel, estou procurando uma coisa ( Publicação, tabela, norma ) que fale sobre materiais anti-estaticos, mais especificamente sobre o PET, PCV ,PE e PS, vc tem algum coisa para me indicar ?

    Grato

    Jeronimo

  50. Roberto Vasco disse:

    Jerônimo, não tenho nada sobre isso.sds.

  51. marcelo disse:

    ROBERTO .

    DESEJO SABER SE PARA MEDIR UM TRANSFORMADOR DE 75 112,5 150 225 0U 300KVA , QUANDO MEGO ,QUERO SABER COMO SEI SE O TRANSFORMADOR ESTA COM A RESISÊNCIA DENTRO DAS NORMAS .

    SABER ONDE CONSIGO ESTA TABELA OU SE VC TEM COMO ME FORNECER .

    OBRIGADO MARCELO.

  52. Roberto Vasco disse:

    Marcelo, o assunto é meio grande para se falar aqui. Solicite a consulta pelo e-mail: robertovasco@hotmail.com, mas só pra dar uma introdução breve:
    -Os testes devem ser feitos com todos os condutores desconectados.
    -Os valores medidos devem ser convertidos a temperatura de 75 graus pela tabela.
    -Valores mínimos para transformadores a óleo trifásico:
    Rm = (2,65 x E) / (raiz de P/f) onde:
    Rm= Resistência mínima a 75ºC
    E= Classe de tensão do isolamento em KV
    P= Potência em KVA
    f= Frequência em Hz
    Lembro que ensaios de transformador são bem mais complexos e não se restrigem de modo algum a testes de isolamento.
    sds, robertovasco@hotmail.com

  53. Josemar G. Mendes disse:

    Caro Roberto VAsco,

    Poderia indicar onde posso obter a tabela para correção dos valores de resistência de isolação pela temperatura ?

    Grato,
    Josemar G. Mendes

  54. tenho um motor 380 de 12 pontas, qual a ordem que seguirei para megar esse motor?

  55. Roberto Vasco disse:

    Josemar contate-me, robertovasco@hotmail.com

  56. Roberto Vasco disse:

    Marcelo, se voce quer megar bobina por bobina, curtocircuite todos os demasi teminais para a massa e faça a medição da bobina em questão para a massa. Repita o processo para as outras e anote o valor. Mas não se esqueça que a medição da resistencia de isolamento, apesar de muito impotante é um dos indicativos. Não substitui por exemplo a inspeção interna, quando essa oportunidade aparece ou quando voce tem que dar um parecer confiável a respeito da segura operacionalidade ou fazer um prognóstico mais seguro a respeito da vida útil. Exemplo: Ja pegamos motores de vários anos de uso onse só foi feita a manutenção básica, que estava com o isolamento ótimo, mas ao ser feita a revisão interna verificou-se que o seu material isolante estava quebradiço e em final de vida útil.

  57. Ricardo Urgel disse:

    Prezado Roberto,

    Saberia me informar qual o melhor método para medição de isolamento de uma rede aérea de 13,8 kV com condutores de alumínio?

    Obrigado

    Ricardo

  58. Roberto Vasco disse:

    Ricardo, no momento eu não tenho esse método para te fornecer. Mas posso de adiantar que medições em linhas aéreas possuem complexidades adicionais que precisam ser levadas em conta e métodos e procedimentos específicos devem ser adotados, sob pena de comprometer os resultados da medição, pois possuem variáveis como cpacitância linha-terra e linha-linha alem de sofrer indução eletromagnética de uma linha que esteja energizada ao lado.

  59. luciano disse:

    bom dia!!!gostaria de sabre como faço pra medir a resistência de isolamento de um motor trifásico 480v e as posições dos cabos e qual a menor valor de resistência a ser considerada??? se possivel mandar a resposta pra meu e-mailo!!! brigado e tenha bons dias!!!

  60. Roberto Vasco disse:

    Luciano, seu e-mail não foi escrito aqui.
    sds, robertovasco@hotmail.com

  61. Gostaria de saber se existe alguma norma que obrigue que pessoas que operem o megometro sejam tecnicos.

    Rodrigo Ribeiro

  62. Roberto Vasco disse:

    Rodrigo, veja o que diz a NR10:
    10.8 – HABILITAÇÃO, QUALIFICAÇÃO, CAPACITAÇÃO E AUTORIZAÇÃO DOS TRABALHADORES
    10.8.1 É considerado trabalhador qualificado aquele que comprovar conclusão de curso específico na área elétrica
    reconhecido pelo Sistema Oficial de Ensino.
    10.8.2 É considerado profissional legalmente habilitado o trabalhador previamente qualificado e com registro no
    competente conselho de classe.
    10.8.3 É considerado trabalhador capacitado aquele que atenda às seguintes condições, simultaneamente:
    a) receba capacitação sob orientação e responsabilidade de profissional habilitado e autorizado; e
    b) trabalhe sob a responsabilidade de profissional habilitado e autorizado.

  63. ADRIANO disse:

    trabalho com bombas submersas, algumas chegam ate 150 metros de profundidade… como posso executar o teste de resistencia de isolaçao do motor sem que seja necessaria a retirado do equipamento seria apnas um trablho de manutençao preditiva.
    desde ja muito obrigado e é muito bom conhecer profissionais diferenciados que estao disposto a ajudar ja que a area eletrica e cheia de pessoas individualista.

  64. Roberto Vasco disse:

    Adriano, Se só chegam os 3 condutores, voce pode fazer isolamento para a massa e observação com um Surge Tester. Com o equipamento funcionando voce pederia fazer uma análise espectral de corrente. è claro que para isso voce tem que ter em mãos os equipamentos, próprio ou alugado.

  65. ADRIANO disse:

    no caso para fazer a analise espectral da corrente seria qual equipameto necessario?
    desde ja muito obrigado!!!

  66. ADRIANO disse:

    a certo entende e que le meio rapido o equipamento e o Surge Tester.

    Obrigado

  67. Roberto Vasco disse:

    Adriano, da uma olhada nesse site sobre análise espectral de coorente: http://www.mgstecnologia.com.br/noticias/admin/arquivos/EspectroCorrente.pdf . Salvo engano o aparelho é o mesmo microlog que faz a análise de vibração.
    O surge tester pode ser o ST106A da Baker instrument company and SKF group.
    Vou ver se consigo localizar alguem por aqui da área de preditiva para pegar melhores informações.
    robertovasco@hotmail.com

  68. ADRIANO disse:

    Microlog MX é, a combinação de vários instrumentos num único aparelho pra te falar a verdade nao conhecia esse aparelho, mt interessante… trabalho em uma empresa estatal de saneamento do estado de goias e a gente acaba ficando desatualizado das inovaçoes tecnologicas.
    muito obrigado!!!

  69. Raimundo Sérgio disse:

    Gostaria de saber como proceder p/ megar um motor de 20 cv de 12 pontos,que valores deve ser aceito p/ considerar que a resistência de isolação está normal.E p/ megar um cabo de 50mm de cobre com 70m de comprimento que valores deve ser obtido no Megometro p/ se considerar boa isolação

  70. Raimundo Sérgio disse:

    Caro Gustavo o Megometro a ser usado nos teste é o ITMG-820,agradeço pela sua informaçao e que Deus lhe ilumine

  71. Roberto Vasco disse:

    Raimundo: Informe seu e-mail, aqui fica difícil falar tudo e mandar anexos.
    1- A resistência de isolamento mínima recomendada para enrolamentos de motores de indução pode ser determinada pela equação: Rm = KV +1, onde: Rm é a resistência de isolamento mínima recomendada, em Megohms, com o enrolamento do motor a 40ºC e KV é a tensão de linha nominal do motor( ex: 440V = 0,440 KV), Ver: NBR 5383-1-Fev/2002, itens 6.8 até 6.8.5.
    2- 2. Ensaio de resistência de isolamento

    Este ensaio deve ser realizado após o ensaio de tensão elétrica, devendo obedecer á NBR 6813. Este ensaio também pode ser realizado antes do de tensão elétrica para comparação dos valores.

    2.1. Execução do ensaio de resistência de isolamento

    O ensaio deve ser realizado após terem sido o(s) condutor(es) curto-circuitado(s) com as respectivas blindagens (ou proteções metálicas) por um período mínimo de 4 vezes o tempo do ensaio de tensão elétrica.

    A tensão contínua para medir resistência de isolamento deve ser de 500V aplicada durante um tempo suficiente para se obter uma leitura estável, mas não inferior a 1 minuto nem superior a 5 minutos.

    Ao medir a resistência de isolamento, o condutor submetido ao ensaio deve estar conectado ao terminal de tensão do equipamento de ensaio, o qual deve ser estar com polaridade negativa.

    Para os cabos singelos ou multipolares com blindagem metálica em cada veia, mede-se a resistência de isolamento aplicando-se tensão entre o condutor e a blindagem metálica.
    Para cabos multipolares sem blindagem metálica em cada veia e com ou sem blindagem ou armação metálica sobre o conjunto de veias, deve-se medir a resistência de isolamento, aplicando-se tensão entre cada condutor contra todos os condutores e a blindagem ou armação metálica, se existir.

    Quanto aos resultados, as resistências de isolamento medidas a uma determinada temperatura podem ser corrigidas a 20 ºC multiplicando-se o valor medido pelo fator de correção dado pela tabela no anexo deste documento, válidas para cada tipo de material, utilizando-se o coeficiente apropriado para isolação e temperatura em questão (o coeficiente /ºC deve ser obtido junto ao fabricante do cabo).

    A resistência de isolamento da(s) veia(s), referida a 20ºC, e a um comprimento de 1 km, não deve ser inferior ao valor calculado com a seguinte expressão:

    Ri = Ki x log (D / d)
    Onde:

    Ri = Resistência de isolamento em MΩ x km
    Ki = Constante de isolamento igual a:
    • Para cabo com isolação de polietileno reticulado (XLPE) = 3.700 MΩ x km;
    • Para cabo com isolação de borracha etileno propileno (EPR) = 3.700 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de polietileno termo plástico (PE) = 12.000 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de cloreto de polinila (PVC/A) = 185 MΩ x km

    D = Diâmetro nominal sobre isolação, em mm.
    d = Diâmetro nominal sob isolação, em mm.
    robertovasco@hotmail.com

  72. Raimundo Sérgio disse:

    Caro Gustavo,muito obrigado pelo esclarecimento,sei que o assunto é muito complexo,e ainda tenho algumas dúvidas.segue o meu e-mail,raimundogaia1961@yahoo.com.br

  73. Roberto Vasco disse:

    Raimundo, a norma que trata disso é a NBR7288, a fórmula está no item 6.3.4.2
    robertovasco@hotmail.com

  74. Raimundo Sérgio disse:

    Caro Roberto,estou com uma grande duvida,gostaria de saber se é correto megar um motor estando o mesmo com suas bobinas fechadas entre si.Obrigado pelos esclarecimentos,tem sido de grande importãncia.Desculpe pela troca do seu nome nas perguntas anteriores

  75. Roberto Vasco disse:

    Raimundo, voce mede com cabo e tudo a resistencia de isolamento para a massa, se tiver aceitável tudo bem para a massa. Entre bobinas não tem jeito, tem que abrir.
    robertovasco@hotmail.com

  76. Roberto Vasco disse:

    Raimundo, não é correto tecnicamente pricipalmente por causa do isolamento entre bobinas, mas no sufoco da manutenção com o pessoal da produção no calcanhar da gente cobrando a previsão de entrega a gente acaba fazendo desde que não prejudique a segurança e a qualidade da manutenção. Ou seja, mediu para massa com cabo e tudo e está aceitável. Mediu a resistencia ôhmica entre bobinas está aceitavel e equilibrado, rodou o motor as correntes estão equilibradas e a temperatura do motor com carga está aceitável e uniforme na carcaça, libera-se e na próxima vez vai lá e faz como deve.

  77. Raimundo Sérgio disse:

    Caro Roberto,no motor de 20cv,12 pontos,440v fechado em estrela com as tres saida p/ ligação o modo como testei sua isolação está correto.O terminal E do eqto que é o terra liguei na estrutura do motor que é aterrado,o terminal L(linha)liguei nas saídas uma de cada vez a cada 02 minutos p/ cada saída,sempre descarregando p/ terra e encontrei as seguintes medidas:2.75,2.82,2.72GΩ,e ao juntar as três saídas encontrei a seguinte medida:2.77GΩ Gostaria de saber se estar correto,o mega usado foi ITMG820,a sua menor escala de tenssão é 1000v

  78. Roberto Vasco disse:

    Com o motor todo fechado(interligado) não é nem necessário medir cada uma, voce poderia simplesmente curtocircuitar as tres pontas que vão ser alimentadas e colocar o L aí. A prova disso é que todas as medidas saíram parecidas, próximo da média = 2,765.
    robertovasco@hotmail.com

  79. paulo disse:

    ola amigos eu sou cabista de rede telefonica e uso sempre megometro para medir baixa isolaçao trabalho nas rede da oi .so tem rede com baixa isolaçao..

  80. Aristóteles disse:

    Sr. Roberto boa noite, gostaria de saber como funciona o oscilador de um megômetro.
    Desde já agradeço pela atenção.

  81. Aristóteles disse:

    Sr. Roberto boa noite, gostaria de saber qual a função do oscilador de um megômetro.
    Desde já agradeço pela atenção.

  82. Roberto Vasco disse:

    Sr Aristóteles, os megômetros eletrônicos são alimentados por baterias recarregáveis de baixa tensão como 12VCC. Como o megômetro precisa de tensão CC bem mais alta e a corrente contínua não é capaz de fazer funcionar um transformador para aumentar a tensão, é necessário transformar essa tensão CC numa tensão CA. Essa é a função do oscilador. Aliás não precisa ser necessáriamente um sinal perfeitamente senoidal, basta que haja variação, tipo liga desliga. Os primeiros que apareceram eram interruptores tipo platinado de carros antigos que abrindo e fechando o contato ligavam e desligavam a bobina do primário de um transformador fazendo-o funcionar.
    Nos Megômetros eletrônicos essa operação de chaveamento é feita com dispositivos eletrônicos como transistores diretamente ligados as bobinas de um transformador ou CIs na configuração de osciladores associados a transistores de potência maior.
    São muitos os tipos de osciladores eletrônicos usados em fontes chaveadas como aquelas usadas na alimentação do PCs.
    Pesquise sobre fontes chaveads que voce vai entender melhor e com mais profundidade.

  83. Raimundo Sérgio disse:

    Caro Roberto qual o procedimento p/ medir a Res de Isolamento de um trafo a seco de 440v no primário e 220v/127v no secundário e qual o valor minimo p/ considera-lo em bom estado de uso

  84. Raimundo Sérgio disse:

    Caro Roberto o mega a ser usado é o ITMG-820

  85. Roberto Vasco disse:

    Raimundo, A melhor opção é sempre seguir as normas como por exemplo a nbr5380: http://www.ifba.edu.br/professores/castro/NBR5380.pdf . No item 4.4 fala sobre o ensaio de isolamento.

    O documento a segir tambem mostra algo interessante:
    http://www.ceee.com.br/pportal/ceee/Archives/Upload/ETD-00.001%20Transformador%20de%20distribuição_45910.pdf . No item 5.7 deste fala sobre a formula do valor mínimo.
    robertovasco@hotmail.com.

  86. carlos henrique disse:

    olá amigo muito interessante seu artigo.Sou recém formado em eletrotécnica e minha escola era humilde,não oferecendo uma aula de como usar o megômetro.O amigo poderia me ajudar ou me indicar um artigo que ensine passo a passo como se usa o megômetro mais ao valores de referência tipo quando está normal ou com isolação baixa de um motor.Desde de já agradeço a ajuda e peço desculpa pelo meu incômodo.

  87. Roberto Vasco disse:

    Já publiquei alguns artigos sobre isolamento de motores no blog ,seção de eletricidade, da uma olhada aí. Para a questão de manuseio de aparelho, baixe o manual de alguns deles tipo esse aí: http://www.vortex.com.br/notas/resistencia_%20isolamento.pdf.
    Consulte tambem as normas pertinentes aos equipamentos que voce deseja ensaiar: Trafos, motores, cabos, etc

  88. Raimundo Sérgio disse:

    Caro Gustavo qual o procedimento p/se saber quando o oléo de um trafo já estar na hora de ser trocado.Como se proceder p/ fazer a coleta do oléo p/ teste e qual a quantidade necessária

  89. rafael disse:

    Ola amigo gostaria de saber se he alguma tabela ou algum calculo que eu bpossa me basear para um teste de resistencia de isolação de um transformador
    tanto no primario quanto no secundario

    fico aguardando resposta abraços

    Rafael

  90. Roberto Vasco disse:

    Em se tratando de transformadores de potência siga as indicações da norma NBR5380 artigo 4.4, que voce pode conseguir fazendo a busca dentro desse site : http://www.rsdata.com.br/forum/viewtopic.php?f=24&t=1121&start=0 .
    Há tambem a tabela de conversão para 75 graus e umas contas. Entre em contato pelo e-mail: robertovasco@hotmail.com

  91. RODRIGO disse:

    Bom dia gostaria se possível saber o passo a passo para medição de cabos CTP APL telefônicos com megômetro digital modelo MI 1551.Desde já agradeço..

  92. RODRIGO disse:

    Desculpe, o Modelo é 2551, Obrigado

  93. Rubens Vitorino disse:

    Boa noite , gostaria de saber qual a isolação minima de um bus way, att rubens

  94. Roberto Vasco disse:

    Rubens, não possuo essa referencias.
    Sugestão: consulte as indicações abaixo:
    Tel.: 11 3833 4121
    Email: rodrigo.lourenco@siemens.com
    Site: http://www.siemens.com.br/busway
    http://www.siemens.com.br/barramento

  95. Hugo disse:

    Boa Noite
    A empresa que trabalho comprou o megômetro MD-1000R da Megabrás, porém eu não sei utilizar.

    Quais são os valores de referência para teste de isolação de cabos de 120mm² que possuem 300m de extensão? Qual o valor mínimo aceitável? Qual o valor para que este cabo seja reprovado?

    No caso de motores de 4pólos, 1750RPM?

    Agradeço a ajuda.

  96. Alex disse:

    Boa noite, Roberto.
    Primeiramente gostaria de te parabenizar pelo blog.

    Agora vem as dúvidas rsrs:

    A dúvida é o seguinte, cabos de média tensão-resistência de isolamento.

    Conforme eu li acima e também pesquisei, eu vi a formula da norma NBR6813.

    Ri = Ki x log (D / d)
    Onde:

    Ri = Resistência de isolamento em MΩ x km
    Ki = Constante de isolamento igual a:
    • Para cabo com isolação de polietileno reticulado (XLPE) = 3.700 MΩ x km;
    • Para cabo com isolação de borracha etileno propileno (EPR) = 3.700 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de polietileno termo plástico (PE) = 12.000 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de cloreto de polinila (PVC/A) = 185 MΩ x km

    D = Diâmetro nominal sobre isolação, em mm.
    d = Diâmetro nominal sob isolação, em mm.

    Bom … eu fui em um site de fabricante de cabo e lá tem uma tabela que mostra as especificações do cabo.
    Vou pegar um exemplo de um cabo 70mm²Classe de Isolação 20/35kv

    site:http://www.conduspar.com.br/produtos-condutores-de-cobre-cabo-media-tensao-epr-90.htm

    Cabo EPR 90º 20/35kv

    Condutor: Seção Nominal (mm2)= 70
    Diâmetro Nominal (mm)= 9,5

    ISOLAÇÃO:Espessura Nominal (mm)= 5,5
    Diâmetro Nominal (mm)= 21,7

    Blindagem Metálica Nominal (mm2)= 6

    COBERTURA:Espessura Nominal (mm)= 1,7
    Diâmetro Nominal (mm)= 28,06

    Digamos que o comprimento do cabo seja
    Comprimento do cabo = 15 metros.
    Temperatura no momento do teste = 17ºC

    Pelo que eu entendi não sei se ta certo usando a formula
    Ri = Ki x log (D / d)

    D = Diâmetro nominal sobre isolação, em mm.(acima da isolação)
    d = Diâmetro nominal sob isolação, em mm.(abaixo da isolação)

    eu considerei D= Diâmetro Nominal (mm)= 28,06
    d=Diâmetro Nominal (mm)= 9,5
    é isso mesmo os valores de D e d?

    se for da o resultado= 2,953684211

    dai fais log 2,953684211 = 0,470364061 é isso mesmo?

    • Para cabo com isolação de borracha etileno propileno (EPR) = 3.700 MΩ x km

    3.700 é 3 mil e setecentos certo e não 3,7 ok?

    1000 metros = 1 km
    500 metros =0,5km
    100 mts=0,1km
    15 metros=0,015km
    Faz o 3.700 x 0,015(15 metros) certo? = 55.500 (55 mil e quinhentos)

    Se for isso faz 55.500 x 0,470364061 = 26.105Mohms

    Esse é o valor minimo que pode dar em 15 metros a 20ºC ? é isso?

    E a 17ºC como eu faço .. caso os calculos anteriores estiverem certos?

    Peço que me ajude verifique principalmente os valores de d e D.. pois para mim vem o condutor dai por cima vem a isolação, depois vai a malha de cobre que é a blindagem e por cima dela vai a cobertura.

    Belo blog Att

    Alex

  97. Alex disse:

    Bom dia, primeiramente parabéns pelo blog.

    Peço ajuda pois estou com algumas dúvidas.
    É o seguinte, como já foi dito:

    A resistência de isolamento da(s) veia(s), referida a 20ºC, e a um comprimento de 1 km, não deve ser inferior ao valor calculado com a seguinte expressão:
    Ri = Ki x log (D / d)
    Onde:
    Ri = Resistência de isolamento em MΩ x km
    Ki = Constante de isolamento igual a:
    • Para cabo com isolação de polietileno reticulado (XLPE) = 3.700 MΩ x km;
    • Para cabo com isolação de borracha etileno propileno (EPR) = 3.700 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de polietileno termo plástico (PE) = 12.000 MΩ x km
    • Para cabo com isolação de cloreto de polinila (PVC/A) = 185 MΩ x km
    D = Diâmetro nominal sobre isolação, em mm.
    d = Diâmetro nominal sob isolação, em mm.

    Bom … eu fui em um site de fabricante de cabo e lá tem uma tabela que mostra as especificações do cabo.

    Vou pegar um exemplo de um cabo 70mm²Classe de Isolação 20/35kv
    site:http://www.conduspar.com.br/produtos-condutores-de-cobre-cabo-media-tensao-epr-90.htm

    Cabo EPR 90º 20/35kv
    Condutor: Seção Nominal (mm2)= 70
    Diâmetro Nominal (mm)= 9,5
    ISOLAÇÃO:Espessura Nominal (mm)= 5,5
    Diâmetro Nominal (mm)= 21,7
    Blindagem Metálica Nominal (mm2)= 6
    COBERTURA:Espessura Nominal (mm)= 1,7
    Diâmetro Nominal (mm)= 28,06
    Digamos que o comprimento do cabo seja 15 metros.
    Temperatura no momento do teste = 17ºC

    Pelo que eu entendi não sei se ta certo usando a formula Ri = Ki x log (D / d)
    D = Diâmetro nominal sobre isolação, em mm.(acima da isolação)
    d = Diâmetro nominal sob isolação, em mm.(abaixo da isolação)
    eu considerei D= Diâmetro Nominal da Cobertura (mm)= 28,06
    d=Diâmetro Nominal do Condutor (mm)= 9,5
    é isso mesmo os valores de D e d?
    se for da o resultado= 2,953684211
    dai fais log 2,953684211 = 0,470364061 é isso mesmo?

    • Para cabo com isolação de borracha etileno propileno (EPR) = 3.700 MΩ x km
    3.700 é 3 mil e setecentos certo e não 3,7 ok?

    1000 metros = 1 km
    500 metros =0,5km
    100 mts=0,1km
    15 metros=0,015km
    Faz o 3.700 x 0,015(15 metros) certo? = 55.500 (55 mil e quinhentos)

    Se for isso faz 55.500 x 0,470364061 = 26.105Mohms

    Esse é o valor minimo que pode dar em 15 metros a 20ºC ? é isso?

    E a 17ºC como eu faço .. caso os calculos anteriores estiverem certos?

    Peço que me ajude verifique principalmente os valores de d e D.. pois para mim vem o condutor, por cima vem a isolação, depois vai a malha de cobre que é a blindagem e por cima dela vai a cobertura.

  98. Roberto Vasco disse:

    Hugo, vamos por partes:
    - É fundamental que voce em primeiro lugar leia o manual de usuário que acompanha o megômetro. La voce encontra alem das coisas relativas a sua operacionalidade e manuseio, alguns conceitos importantes sobre medições e critérios de aceitação.
    - Tudo que se pensar em ensaios elétricos segue uma ou mais normas técnicas que precisam ser consultadas e seus ensaios sejam referidos a ela em termos de execulção e critérios de aceitação.
    - Tanto para motores quanto para cabos, em decorrencia das normas que citei existes varios valores conforme os casos alem de algumas considerações importantes a serem levadas em conta.
    Como as normas são bastante extensas, vou te mandar por e-mail alguns arquivos sobre ensaios de cabos e motores e referencias às normas que voce pode conseguir na internet. Entre em contato: robertovasco@hotmail.com fazendo essaq solicitação.

  99. luis faria disse:

    Roberto vasco boa noite

    gostaria de saber como medir isolação de um motor de 220/380/440 volts 20 HP

    Grato

    Luis faria

  100. Roberto Vasco disse:

    Luis junte as pontas ligue no terminal vermelho (line) do aparelho e ligue o terminal preto do aparelho para a carcaça. A escala nesse caso poderá ser de 1KV. Anote a leitura e a temperatura e corrija pela tabela à 40ºC.
    Se quiser medir o isolamento entre bobinas separe todas as pontas. Pegue a ponta 1 e ligue ao terminal vermelho ligue as pontas 2 e 3 à cacaça onde o terminal preto do aparelho é conectado. Repita essa mesma operação e mesmo raciocínio para as pontas 2 e 3 ( sempre ligando uma no vermelho e as outras duas ligadas à massa.

  101. Roberto Vasco disse:

    Correto Alex, mas não se esqueça de duas coisas:
    A mesma norma que voce mencionou oferece uma tabela de correção dos valers encontrados para 20ºC,
    A blindagem é onde se conecta o aterramento, a capa externa é só uma proteção mecânica, o isolamento mesmo é o que está abaixo dela, esse é o diâmetro. externo.
    robertovasco@hotmail.com

  102. atus disse:

    Boa tarde ,gostaria de saber se existe um limite maximo toleravel de medição que me indique se o motor precisa ser trocado e também o minimo se existir.

  103. atus disse:

    Se puder mandar a resposata para meu email agradeceria muito.

  104. Roberto Vasco disse:

    Atus seu e-mail não foi escrito aqui. Se preferir contate-me : robertovasco@hotmail.com

  105. EDIMAR JOAO DE ARAUJO disse:

    AMIGO MEGUEI UM MOTOR ARNO TRIFASICO DE BOBINA PRA TERA, VOCE SABE MIM DISER PORQUE O MEGOMETRO ENCHERGA,TIPOS DE MOTORES QUE DA VALOR DDIFERENTE MEDINO BOBINA PRA TERA.

  106. Roberto Vasco disse:

    Edimar, existem muitos fatores envolvidos na resistencia de isolamento:
    1- Qualidade do verniz isolante,
    2- Qualidade dos materiais isolantes
    3- Qualidade do material do bloco de terminais
    4- Absorção de umidade, pó, óleo e outros contaminantes nas cabeças dos bobinados e nos blocos de terminais.
    Voce precisa efetuar as medições de resostencia de isolamento e outros ensaios por dois motivos básicos:
    1- Verificar se está acima do nível permitido
    2- Identificar as causas de um possível baixo isolamento e determinar que providencias devem ser tomadas.
    robertovasco@hotmail.com

  107. Emerson disse:

    Roberto Vasco, como megar instrumentos de medição da smar, como fy 303, LD 303, TIT 303, serie 303 da smar…

  108. Roberto Vasco disse:

    Emerson, não conheço esses equipamentos nem o que fazem, seus circuitos internos, etc. Não posso opinar.

  109. Jenilson disse:

    Roberto,

    Como faço testes com megometro de chaves seccionadoras e isoladores poliméricos?

  110. Roberto Vasco disse:

    Jenilson, os testes em si são bem parecidos com os demais, mas os detalhes( Valores mínimos, tensões de testes, análise dos resultados, etc) tem que ser consultados nas normas específicas para esses casos.

  111. Jenilson disse:

    Roberto, quais as normas que acho esses valores de referência para análise dos dados?

  112. Roberto Vasco disse:

    Jenilson, a quantidade de normas que existem é tão grande que é impossível lembrar de todas.
    Vou te dar uma dica importante: acesse o site: http://www.abntcatalogo.com.br/default.aspx e digite a palavra chave no campo correspondente ( por exemplo: isoladores e virá uma lista de tordas as normas que tratam sobre isso, certamente a norma que voce deseja vai estar nessa lista). No mesmo site, em outra página voce pode comprar a norma e soliciotar que mandem pelo correio.

  113. Mariana Oliveira disse:

    Muito bom o post. Mas para cada caso é preciso saber as especificações e características do produto. No site da Fluke tem como saber os detalhes de cada produto. No link a seguir: http://www.fluke.com/fluke/brpt/testadores-eletricos/equipamentos-de-ensaio-a-isolamentos/fluke-1507-1503.htm?PID=56007

  114. Roberto Vasco disse:

    Mariana, clicando ai mesmo onde voce indicou aparece uma tela com a figura do aparelho. No canto superior direito logo acima do aparelho, clicando em dowload manual, ven outra tela com vários tipos de manuais para voce escolher. è só escolher o manual que voce precisa (EX: usuário, inf. complementares, calibração, etc, etc) e baixá-lo. Certamente haverá tudo que voce precisa.

  115. Rogério Cambui disse:

    Olá, gostaria de saber que para eu verificar o isolamento de um motor elétrico
    Porque eu preciso desconectar os cabos de alimentação?

    E você tem algum procedimento para verificação de isolamento de motores elétricos para eu ter uma ideia certa de como fazer ?
    Se caso tiver e puder me encaminhe ok
    Desde já agradeço

  116. Roberto Vasco disse:

    Rogério, ja encaminhei pelo e-mail que voce solicitou

  117. Marilia disse:

    Gostaria de saber se existe instrumento que mede a resistencia de isolamento de um gerador em funcionamento?

  118. Roberto Vasco disse:

    Marília, NÃO EXISTE. Existe o terrômetro tipo alicate mas esse é para medir resistencia de aterramento e não funciona para todos os casos. Aliás tem muita gente aí usando o terrômetro alicate errado ou indevidamente (Conforme o livro Aterramentos elétricos de Silvério Visacro filho, esse só pode ser usado nos casos onde existe naturamente um CIRCUITO FECHADO incluindo tal resistência, como é o caso de aterramentos nas redes de distribuição, não se aplicando a malha de subestação ou a um sistema de proteção contra descargas com uma unica descida.) A MEDIÇÃO DE RESISTENCIA DE ISOLAMENTO SE FAZ COM O EQUIPAMENTO DESENERGIZADO E DESCONECTADO.
    O que existe tambem é um relé de falha à terra que atua em caso de CIRCULAÇÃO DE CORRENTE para a terra nos cabos ou no bobinado em caso de baixo isolamento dos mesmos, mas isso é outro conceito. Nessa mesma idéia se voce pegar um alicate amperímetro suficientemente preciso e abraçá-lo ao cabo que liga a carcaça ao terra, se houver um baixo isolamento significativo voce vai ler uma CORRENTE. Aí seria um indicativo que te levaria a fazer o mais rápido possível o teste de isolamento com o megômetro e com o equipamento desenergizado. Mesmo assim poderia não dar certo pois alguma corrente pode ter circulado pelo contato da carcaça com a base, parafusos e cumbadores no concreto.
    robertovasco@hotmail.com

  119. Luciano disse:

    Boa noite Roberto, tudo bem.
    Estou começando a trabalhar com megometro agora e tenho algumas duvidas e como a literatura e muito rara nessa area solicito a sua ajuda.
    Comprei um megometro minipa MI-60 lí os manuais tudo certinho.
    Estou megando cabos 185mm de aproximadamente de 10 a 30 metros porem a leitura esta sendo sempre a mesma 0,001 estou trabalhando na tensão de teste 1000v como recomendado no manual e na faixa de medida de resistencia 2000MΩ. Outra ajuda que te pesso e se consigo encontrar algum modelo de relatório para que eu possa tirar de base.
    Conto com sua ajuda e desde já agradesço.

  120. Roberto Vasco disse:

    Luciano, pelo visto o seu problema é a escala. Comece medindo nas escalas mais baixas. Mude para a imediatamente superior caso necessário e repita isso até encontrar a escala ideal.

    Quanto ao relatório posso ver se arranjo algum com alguma empresa, não tenho no momento. solicite-me pelo e-mail:robertovasco@hotmail.com.

    mas voce pode criar o seu próprio relatório, onde alem do cabeçalho de sua empresa exista, data, hora da medição,condições ambientais de temperatura e umidade, marca, modelo e numero de série do aparelho medidor, data de validade da calibração do aparelho, nome de quem mediu.
    Baseado nesse voce pode criar um histórico e acompanhar as medições ao longo do tempo.

  121. paulo disse:

    MANDE PRA MIM UMA TABELA PARA MEDIÇÃO DE ISOLAÇÃO MOTORES DE ANEIS DE MEDIA TENSÃO, BAIXA TAMBEM.

  122. Roberto Vasco disse:

    Paulo, eu não entendi que tabela é essa que voce se refere.

  123. Junior disse:

    Roberto Vasco,

    Boa noite.
    Pergunta:
    Gostaria de saber qual é o fundamento tecnico para diagnosticar se um motor esta com baixo isolamento ou não?
    Como faço o calculo tecnico, para o diagnostico.
    Exemplo: Valor Desejado….(Dados do motor).
    Valor medido pelo Mega.
    Não sei se conseguir passar pra Voce a minha duvida?

    Quero saber tipo assim, com o resultado colido pelo Mega qual o diagnostico correto…

    Motor baixo isolamento?
    Motor queimado?
    Outros?

  124. Roberto Vasco disse:

    Junior, O valor mínimo após corrigido à 40 graus célcius é KV+1, ou seja se um motor trabalha em 440V seria 0,44 + 1= 1,44 megohm.
    Mas essa idéia ainda é muito pobre. Faça a consulta pelo e-mail (robertovasco@hotmail.com) para maiores considerações.

  125. João Marcelo disse:

    Boa Tarde !

    Gostaria de saber como calcular a isolação mínima de um trasformador a óleo

    Existe alguma norma informando

  126. Rogerio disse:

    Ola roberto gostaria de algumas informacoes a respeito de medicao de isolamento de cabos eletricos e motores trifasicos , eu tenho que megar nas tres escalas do megohmetro a ,b ,c ? qual o tempo de medicão ?

    vc poderia me dar alguns exemplos utilizando a formula Ri = Ki x log (D / d). desde já muito obrigado .

  127. Rogerio disse:

    Ola roberto gostaria de algumas informacoes a respeito de medicao de isolamento de cabos eletricos utilizando o hightpoit .

  128. Roberto Vasco disse:

    Rogerio,
    - cada escala tem seu alcance de medição e o seu fator de multiplicação. Normalmente voce começa com a de maior valor e vai mudanda paras as imediatamente menores até ter um valor de leitura mais confortavel e preciso de ler.
    - Cada medição (motores, cabos, inclusive os testes com hi-pot, etc) tem sua norma. è melhor eu te enviar a norma pra voce ler. peça pelo meu e-mail: robertovasco@hotmail.com

  129. santiago disse:

    Hola, tengo un viejo megohmetro cuya escala tiene la insignia de siemens. es tan viejo que la carcasa es de madera. como no marca del todo bien y no funcionan las escalas de tension (110 y 220) estoy buscando información para ajustarlo. tiene las resistencias originales en vovinas de madera. tendrías algo de informacion? no tengo modelo ni mucho detalle mas.
    desde ya muchas gracias

  130. Roberto vasco disse:

    Santiago, no tengo nenguna información. Lo que se puede hacer es verificar la integridad de las resistencias y medir sus valores. Tambien son necessarias verificaciones en lo medidor, a ver se el deslocamiento ocure libremente y tambien sy las conexiones no estan con oxidaciones o otras avarias qui puedam hacer el instrumento falhar. Despues de manutenirlo wsted puede hacer mediciones em resistencias de valores conocidos e compararlos con las indicaciones de su megohmetro.

  131. waltair disse:

    como faço para megar um cabo de cobre 50mm² com 900m de comprimento
    se usar tensão no megometro de 500v, qual será o resultados satisfatório.
    desde já agradeço a atenção.

  132. Roberto vasco disse:

    Waltair, A norma NBR7286 ,artigo: 6.4.5.2 diz textualmente: “A resistência de isolamento da(s) veia(s), referida a 20oC e a um comprimento de 1 km, não deve ser inferior ao
    valor calculado com a seguinte fórmula:
    Ri = Ki . log (D/d)
    onde:
    Ri é a resistência de isolamento, em megaohms quilômetro;
    Ki é a constante de isolamento, igual a 3 700 MΩ.km;
    D é o diâmetro nominal sobre a isolação, em milímetros;
    d é o diâmetro nominal sob a isolação, em milímetros.
    NOTA – Para condutores de seção transversal não circular, a relação D/d deve ser a relação entre os perímetros nominais sobre a isolação
    e sobre o condutor (ou sobre sua blindagem).
    NBR 7286:2001 11
    O seu resultado será expresso em MΩ.km, independente do tamanho que vboce medir.
    A norma NBR7288 mostra a mesma fórmula. Para cada material há uma norma específica. robertovasco@hotmail.com

  133. Janine Campos disse:

    Gostaria de saber onde posso comprar um Megômetro digital para medição de resistência de isolação até 10 kva?

    Att:

    Janine Campos

  134. Roberto vasco disse:

    Janine,
    1- Não consegui entender direito qual é a sua necessidade , pois Kva não é medida de isolamento.
    2- Exixtem vários nacionais e principalmente estrangeiros no mercado e seus preços variam com a sua sofisticação e opções de serviço, precisão, etc, que eles oferecem. No momento não me ocorre nenhum, mas voce pode acessar pelos sites de pesquisa e examinar seus catálos, comparando tudo que eles oferecem com os preços.
    É bom analisar vários deles e ver o que melhor se encaixa nas suas necessidades.
    robertovasco@hotmail.com.

  135. Márcio Venutolo disse:

    Bom dia a todos!Estou com um problema em um motor com 6 pontas e fechamento em delta, cuja a sua potencia é de 600KW/595 A/690 V, 1180 rpm, na qual não consigo ter acesso ao fechamento das bobinas para abrir o delta. Alguem saberia me responder se posso megar o motor com os cabos conectados e sem desfazer o delta.

  136. Daniel disse:

    Boa tarde a todos. Tenho uma dúvida: posso medir um motor de 220/380/440 V (isolação para 500 V) na escala de 2500 V do Megger? Não há risco de furar a isolação?

    Obrigado

  137. Roberto Vasco disse:

    Marcio Venutolo,
    Pode megar sim, só pra massa, Juntando todos os fios e testando contra a carcaça. Entre bobinas tem que abrir mesmo.
    robertovasco@hotmail.com

  138. Roberto Vasco disse:

    Daniel, segundo a NBR7094, Tabela 15, a tensão máxima para ensaios não destrutivos de motores:
    “Para ensaios aplicados em motores em operação e motores rejuvenescidos”:

    Vca = (2 x V + 1000) x 0,6 [Voltz]

    Vcc = (2 x V + 1000) x 1,6 x 0,6 [Voltz]
    Máxima Tensão CA: Vca [V]
    Máxima Tensão CC: Vcc [V]
    V=Classe de tensão do isolamento em Volts
    - Não há risco de “furar”, porque o Megger não sustem a tensão aplicada, esta cai com a carga.Ver artigo sobre o megometro onde mostra seu circuito interno mai o externo.
    - NÃO CONFUNDIR DE JEITO NENHUM COM O APARELHO CONHECIDO COMO O HI-POT.ESSE SUSTENTA MESMO A TENSÃO E “FURA” CASO A CORRENTE DE FUGA COMECE A AUMENTAR DESCONTROLADAMENTE E NÃO SE INTERROMPA O ENSAIO ANTES DISSO.
    -

  139. Daniel disse:

    Bom dia Roberto Vasco

    Então se eu considerar um motor como eu disse acima, de classe 500V, poderia aplicar no máximo 1920V segundo a fórmula. Como eu faço pra realizar um ensaio para determinação do Índice de Envelhecimento, por exemplo? Segundo já li, este ensaio deve ser feito utilizando tensões de 500 e 2500V por 10 minutos.

    Obrigado por sua atenção.

    Daniel

  140. Rafael disse:

    Olá Roberto Vasco! Bom dia!

    Como posso calcular a resistência miníma de isolamento de um transformador trifásico de 66 kVA com tensão primária de 480V? Qual seria a fórmula correta? Fizemos todas as leituras e agora preciso saber isso para ter certeza que o mesmo está em condições de trabalho.
    Enviei um e-mail para você também. Muito obrigado e parabéns pelo blog.

  141. Roberto Vasco disse:

    Rafael, não recebi o e-mail. Ali é bom porque da pra explicar melhor e mostrar figuras quando é o caso. Mas vamos lá:
    - Para Trafo seco Rimin = KV+1 Megohm.
    Para Trafo a óleo, Rimin = 2,65 x E / [Raiz quadrada de (P/F)],Megohm.
    Sendo E em KV, Potência em KVA e F em Hertz.
    A tensão de medição é:
    até 220V 500V
    maior que 220 até 4160, 1000V
    acima de 4160 até 13800, 2500V.
    Referências: NBR 7037:1993; IEEE std 62-1995

    sds, robertovasco@hotmail.com

  142. Daniel disse:

    Boa tarde Roberto, por favor responda à minha dúvida:

    Então se eu considerar um motor como eu disse acima, de classe 500V, poderia aplicar no máximo 1920V segundo a fórmula. Como eu faço pra realizar um ensaio para determinação do Índice de Envelhecimento, por exemplo? Segundo já li, este ensaio deve ser feito utilizando tensões de 500 e 2500V por 10 minutos.

    Obrigado por sua atenção.

    Daniel

  143. Roberto Vasco disse:

    Daniel, as escalas de um megger normal são se 2500 para o valor imediatamente acima e 1000 para o imediatamente abaixo, o que voce então usaria. De qualquer modo, siga as orientações da norma ABNT correspondente.
    Sds, Robertovasco@hotmail.com

  144. Albert disse:

    Pode ser ignorância da minha parte, mas tenho uma dúvida: Acompanhei uma medição de resistência de isolamento de 20metros de cabo de cobre, aplicaram 5kV, como pode não ter dado um curto circuito muito grande, pois a resitência do cabo é muito pequena e a tensão aplicada muito grande?

    Fico no aguardo!!

  145. elenelson disse:

    boa noite. As explicação foram ótimas mais eu tenho uma duvida!
    Qual a tensão que um moto pode trabalhar se sua isolação foi de 1 mega?

  146. Daniel Almeida disse:

    Roberto dentro do circuito proposto para um megger
    com escala 250,500,1000v e leitura maxima de 2000m
    o resistor de saida para a ponta de prova qual seria. meu megger queimou e este resistor torrou e não consigo fazer a leitura para trocar.
    Se puder me ajuda.
    Atenciosamente
    Daniel Almeida

  147. Luciano disse:

    Tenho uma duvida qto a medição com o hipot da marca eletroteste modelo EH6005C,toda vez que que preciso realizar um teste com o mesmo em cabos de comprimento superior a 500mts não consigo realizar o teste,queria saber se o comprimento do cabo é um fator resultante ou não,e porque,é devido a potencia do equipamento ou tenho que mudar os testes? Se puder me ajudar…Desde ja agradeço.

  148. samuel disse:

    Parabéns amigo muitas informações valiosas. como faço para megar um motor? quero dizer em relação aos fechamento mego em estrela, triângulo, ou aberto?

  149. samuel disse:

    Quero saber a maneira correta de medir cada bobina em relação a massa.
    Devo colocar a ponteira preta na massa e a vermelha na bobina entrada e saída fechada ou a penas em uma ponta da bobina?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>