Rele de falta de fase, desequilíbrio e mínima tensão trifásico.

São aqueles que protegem contra a sub tensão, falta de fase e inversão na seqüência de fases em sistemas trifásicos. Normalmente existe um botão de ajuste na parte frontal onde se pode escolher o grau de sensibilidade às assimetrias. Existem vários Fabricantes/modelos no mercado. São reles eletrônicos, acondicionados em caixas plásticas MM normatizazadas, DIN 22,5mm apropriada para ser fixadas sobre trilho 35mm.

Os fabricantes fornecem os dados característicos como: tensão de alimentação, consumo, corrente máxima do relé de saída, precisão de repetibilidade de operação.

Sua função é proteger as instalações contra falta de fase, assimetria modular e inversão de fase. Isso é muito importante no caso de motores, porque um motor trifásico queima se rodar com duas fases. Alem disso quando se inverte duas fase(troca uma pela outra) o motor trifásico inverte seu sentido de rotação. Isso não queima o motor mas alguns equipamentos sofrem danos sérios se o seu sentido de rotação for invertido e quando é reversível ele pode rodar pra um sentido quando o comando é para outro, causando sérios problemas no processo.

Quando é usado o relé de proteção, assim que haja uma condição anormal na rede o relé interno dele comutará desligando o sistema a ser protegido.

 

Como funcionam

Falta de fase: Conectam-se as três fase da rede, L1,L2 e L3 para a entrada. Estando presente as três fase o rele interno é energizado fechando seu contato NA(normalmente aberto) e abrindo o NF(normalmente fechado). Quando ocorre uma falta de fase este é desenergizado e seus contatos realizam a operação inversa. Normalmente o contato NA é usado para permitir a ligação de um rele de comando ou diretamente um contator que deverá ser desabilitado se houver falta de fase. O desenho abaixo da uma idéia do funcionamento. As área escuras referem-se a situação dos contatos NA, as em branco a do NC.

Seqüência de fases:

Ao se energizar o relé, o relé de saída só sera energizado se a seqüência de fase estiver correta. Caso contrário é desenergizado, não permitindo que o circuito a ser protegido funcione.

A seqüência direta é L1L2L3, L2L3L1 ou L3L1L2

A seqüência invertida é L2L1L3,L1L3L2 ou L3L2L1

O desenho abaixo da uma idéia do funcionamento.

Assimetria de fases.

Conectam-se as três fases a entrada do rele. Quando ocorre a energização o rele de saída é energizado e seu contato NA fecha permitindo que o circuito a ser protegido opere. Quando ocorre uma assimetria entre fases maior que a ajustada via botão frontal do rele, o rele de saída dele é desenergizado e seu contato NA volta a ficar aberto desabilitando o circuito a ser protegido. Geralmente os reles encontrados no mercado possibilitam um ajuste de até 20%. A figura abaixo da uma idéia disso.

Os contatos do rele de saída desses reles geralmente possuem um retardo em sua ação que gira em torno de 1 a 60 segundos (que deverá ser escolhido no ato da especificação porque o tempo é fixo) para prevenir operações indevidas durante flutuações. Podem ser retardados na ligação ou no desligamento.

Como o relé é eletrônico ele deve ser alimentado por duas das fases. Assim, se houver falta de fase e ao retornar a fase L1 ou L2 estiver com amplitude menor que 70%, o relé de saída é imediatamente desenergizado.